Dieta paleolítica - A mais querida dos atletas de Crossfit

A dieta paleolítica, ou paleo para os íntimos, tem o cardápio baseado na alimentação dos homens que viviam nas cavernas, no período paleolítico, o que você provavelmente deduziu, não é mesmo?

É uma das dietas mais naturalistas e considera que carnes, frutas e sementes, alternados com períodos de jejum prolongados, é a combinação ideal que o organismo dos humanos precisa para conquistar e manter um corpo saudável.

De fato, você não consegue imaginar um homem das cavernas acima do peso por excesso de consumo de açúcares, não é mesmo? Sem dúvidas, essa é uma de suas vantagens, principalmente para quem deseja emagrecer, mas, não para por aí.

Quais vantagens ela traz?

A eliminação do carboidrato na dieta convencional também evita processos inflamatórios na das células e digestão que prejudicam o metabolismo das pessoas, mesmo aquelas que não têm intolerância ou alergia ao glúten.

O consumo diário de frutas, verduras e legumes, algumas vezes sem cozimento, é uma fonte valiosa de nutrientes e vitaminas fundamentais para a saúde, além de também contribuírem para um trânsito intestinal satisfatório.

A dieta paleolítica também incentiva o uso máximo dos alimentos, inclusive aproveitando as cascas e bagaços das frutas que também são ricos e nutrientes.

Como ela reduz o carboidrato, açúcares e industrializados, é um bom protocolo para emagrecimento, principalmente se combinado e personalizado de acordo com as necessidades do indivíduo.

Quais as Desvantagens que ela traz?

O consumo excessivo de alimentos ricos em proteínas, como a carne prejudica a saúde dos rins e retira o cálcio dos ossos;

As frutas são ricas em frutose, e frutose é um tipo de açúcar. Por conta disso, pode ocorrer um certo exagero e aumento de ingestão de açúcar;

Seguir essa dieta sem orientação pode levar a consumir muita gordura. Consequentemente, pode ocorrer um aumento de peso e prejuízos no que diz respeito à saúde;

Alguns radicalistas indicam ficar de 16 a 24 horas sem ingerir nenhum alimento. Basicamente, fazer isso é muito perigoso, pois o jejum prolongado pode provocar problemas como hipoglicemia, irritabilidade, dor de cabeça, dificuldade de concentração, dentre outras complicações;

A exclusão de alimentos considerados saudáveis e de vitaminas e minerais necessários para o organismo, como o feijão e os cereais integrais, pode trazer deficiências nutricionais.

 

Como fazer a dieta paleo?

Antes de mais nada, é importante destacar que a dieta paleo é considerada como um estilo de vida. Até porque, ela não estabelece quantidades de calorias e nem conta o número de refeições ao dia. Ou seja, você pode comer carne à vontade e também poderá estabelecer o seu cardápio.

Assim sendo, essa liberdade de horário pode ser prejudicial para algumas pessoas. Pois, em vez de emagrecer, pode na verdade engordar. De modo geral, para se fazer a dieta paleo você precisa banir do seu cardápio alimentos processados, açúcares, carboidratos, bebidas e todo tipo cereal e leguminosa.

Portanto, você só se alimentará de proteínas, folhas, frutas, alimentos naturais e alimentos ricos em gorduras saudáveis. Como por exemplo, nozes, carnes com baixo teor de gordura, peixe e marisco.

A dieta paleo prega também o jejum intermitente. Inclusive, a justificativa deles para tal atitude, é o fato de que os homens das cavernas às vezes demoravam para encontrar comida. Contudo, o jejum prolongado pode causar hipoglicemia, dificuldade de concentração, perda de massa muscular, e outros males.

De modo geral, a principal diferença entre eles é o fato de que enquanto na dieta paleo se evita todos os tipos de grãos ricos em carboidratos. Como por exemplo, arroz, trigo, milho e aveia, na dieta Low Carb, não é tão radical assim. Basicamente, nessa dieta ainda é permitido o consumo desses grãos. Porém, em pequenas quantidades.

Dieta paleolítica no CrossFit

Se você tem a intenção de “ficar grande”, precisa tomar cuidado com a baixa quantidade de calorias da dieta paleolítica. É preciso calcular bem as porções de proteínas, gorduras e, é claro, carboidratos de acordo com seus objetivos e com seus treinos.

Se você faz CrossFit buscando performance também precisa ter atenção: muitos atletas que tentaram a dieta paleolítica relataram queda de desempenho. Para que isso não aconteça, é preciso buscar fontes de carboidratos que sirvam de energia para seu treino e também mudar sua alimentação aos poucos, para que seu corpo não sinta uma diferença brusca na sua alimentação.

Nenhum desses casos precisa te fazer desistir da dieta paleolítica, só é importante ter atenção e buscar um profissional da área para calcular a quantidade e variedade de alimentos que você deve ingerir.

E você? Já pensou em adotar a dieta paleolítica?
Se os homens e mulheres das cavernas conseguiam fazer tudo o que faziam tendo esse tipo de alimentação como base, parece uma boa ideia repetir seu estilo de vida, não é mesmo?

Caso tenha ficado com alguma dúvida mande um direct para nós!

Forte Abraço.

Time Arena BlackCross.

Envie uma mensagem para nós

Preencha os dados abaixo e procuraremos te responder o tão breve possível:

    Venha nos visitar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    × Entre em contato conosco!